• P_azenha
  • P_azenha1
  • P_azenha2

A Azenha

azenhaA Azenha, pertença da família Fernandes, foi adquirida em 2001 pela Pró-Memória.

Nessa altura encontrava-se em perfeito estado de degradação, mas como o objectivo era ser restaurada para nela instalar o Espaço Museológico da Freguesia, procederam-se aos trâmites legais para o início das obras.

Com algum dinheiro amealhado com as actividades realizadas desde 1997, e com um subsídio da CMTV, a força dos sócios e da Direcção da altura, bem como da Assembleia Geral que nos autorizou a fazer um empréstimo, lá conseguimos realizar o grande sonho: adquirir e começar as obras logo no ano seguinte, também com o impulso de um subsídio a que nos havíamos candidatado – O PEDIP.

O trabalho para angariação de fundos continuou e tudo foi feito para se conseguir avançar. Houve também mão-de-obra oferecida e materiais.

Estamos em 2013 e o sonho (por vezes difícil de concretizar) permanece, pois ainda há tanto para fazer apesar do muito que já foi feito.

Estamos agora numa fase relativamente adiantada da recuperação dos engenhos no piso inferior (inferno) e já se conseguiu acoplar um deles ao 1º casal de mós, no piso superior, permitindo devolver à Azenha a sua principal função: a moagem do cereal.

moagemHá ainda, para além de todos estes engenhos, o projecto de electricidade, entre outros.

Mas, cada etapa finalizada é sempre motivo de Festa.

A partir do momento em que a 1ª sala foi recuperada, ficámos mais autónomos em termos de espaço e todas as actividades que não envolvessem muita população, passaram a ser aí realizadas.

São exemplo disso os Concursos de Filhós e Mostras de Doçaria, os Cursos de Novas Oportunidades, Exposições temáticas, entre outras.

Ultimamente a Fundação Inatel tem organizado algumas actividades neste espaço por o considerar com uma ambiência muito “especial”.

Este projecto da Azenha que não passa só pela recuperação do edifício e dos engenhos, mas também por um atelier de experimentação e de um centro interpretativo da actividade, levará mais ou menos tempo a concretizar, dependendo do apoio de todos (autarquias, empresas, sócios, população em geral).

A Pró-memória continuará a enveredar todos os esforços para que este projecto se torne realidade num futuro muito próximo.

Pode saber mais da História desta Azenha, lendo o estudo que saiu em Novembro de 2013 e do qual damos nota no espaço dedicado às edições.